Boa noite, seja bem vindo(a) Visitante | faça o seu Login ou Cadastre-se Grátis
O Portal Consultores é focado no apoio técnico e metodológico, treinamento, interatividade, informações, ferramentas e serviços para profissionais independentes, consultores, coaches e palestrantes, constituindo desde 1990, a maior comunidade mundial destes profissionais em países de idioma português, com 68.400 participantes neste momento.
Especialidade para pesquisa
no Portal
Faça parte da comunidade
Consultores
     
 
Artigo
 
O cérebro de bilhões de terabytes
27/06/2020 - por Jimmy Cygler

Considerado o mais complexo órgão do corpo humano, o cérebro sempre teve o status de ser o nosso grande processador. E não apenas isso: ele é uma valiosa caixa preta, capaz de armazenar todo tipo de informação e com capacidade praticamente infinita.

 

Quando nascemos, embora tenhamos mais neurônios do que um adulto, temos nossa mente virgem e inexplorada, despida de qualquer conhecimento. Assim, nosso cérebro inicia uma “maratona relâmpago” para se preparar em nossas primeiras fases da infância, quando desenvolvemos sentidos complexos como visão, audição, paladar, tato e olfato. Não sabemos ainda o que é bom ou ruim; porém, com o tempo, vemos crescer volumes cada vez maiores de informação, que vão formando uma personalidade, uma consciência e uma inteligência.

 

Até pouco tempo, dizia-se que nosso cérebro usava apenas uma pequena parte de sua capacidade real, porém, neurocientistas afirmam que isso não é verdade. Segundo Brett Wingeier, PhD, engenheiro e neurocientista, esse equívoco surgiu porque o cérebro é tão adaptável que, às vezes, grandes danos gerados ao cérebro causam apenas problemas sutis.

 

O fato é que o cérebro está constantemente trabalhando para sentir, processar, pensar, mover e até mesmo sonhar. Mesmo quando vamos dormir, ele continua a todo vapor - aliás, até mais ativo do que quando estamos acordados.

 

Tanta atividade vem ao encontro da transformação digital à qual assistimos nos últimos cinco anos. Tal qual um polvo, nosso cérebro ganhou tentáculos que funcionam como suas extensões - fora do cérebro - para dar suporte à sua capacidade: sua rede inclui aplicativos como WhatsApp, Google, redes sociais, jogos online, Internet de forma geral… Ou seja, tudo que possa servir de fonte de informação e que possa torná-lo cada vez mais poderoso em sua capacidade.

 

Antes, essas informações precisavam ser buscadas de outras maneiras, via enciclopédia, jornais, revistas e outros materiais impressos. Era preciso correr até uma locadora de vídeos para assistir algo interessante (e muitas vezes reservar a fita VHS antes que alguém tomasse à frente). As novas gerações sequer sabem o que é isso!

 

Hoje, em uma reunião com pessoas mais jovens, frequentemente observamos o acesso rápido ao Google para checar se algo que foi falado procede ou se é um engano. As informações estão lá, à disposição de todos e a uma velocidade impressionante, com a qual não ousaríamos sonhar há apenas 20 anos.

 

Do alto dos meus 70, sinto uma imensa satisfação em dizer que acredito que consigo compreender a mudança que está ocorrendo e a importância de adaptar-se a esta nova realidade, na qual o cérebro aumentou seu potencial para acionar milhões de terabytes à disposição neste mundo 4.0 - com tantos recursos repletos de dados. Só as Big Four, Google, Amazon, Microsoft e Facebook, armazenam mais de um Petabyte, ou seja um milhão de terabytes. É como se o órgão fosse um grande hangar, repleto de aviões que não param de pousar deixando diversas malas, e nós precisássemos criar mecanismos para armazenar apenas as alças em nosso cérebro e encontrá-las da melhor maneira, para acessar as informações que estão dentro delas, fora dele. Isso aumenta exponencialmente o volume total de informações a que temos acesso. Ou seja, adaptar-se é preciso.

 

Um estudo da Universidade de Montreal, publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences em 2011, comparou a atividade cerebral de indivíduos que nasceram cegos e aqueles que tinham visão normal. Eles descobriram que a parte do cérebro que normalmente está preparada para trabalhar com os nossos olhos pode religar-se para processar informações sonoras, em substituição da percepção visual. Não é uma adaptação maravilhosa?

 

Embora eu não tenha nascido na geração Y ou mais novas, aquelas na qual acessar informações de diferentes locais é o processo mais comum do universo, sinto que fazer a adaptação para esse novo mundo é uma simples questão de estar aberto às mudanças, e estar atento ao fato de que o mundo hoje é um embolado de informações que estão disponíveis para serem desvendadas e organizadas.

 

 

Muitas vezes, lembramos apenas de um insight e ele nos remete a outras coisas. Quer um exemplo? Fotos antigas. Por meio delas, lembramos de todo um contexto de experiências.

 

Todos nós temos malas onde estão guardadas bilhões, trilhões de informações. Com o tempo, existe um desgaste natural e, por isso, temos dificuldades de achar as alças dessas malas - o que prejudica a organização com tantos aviões pousando em nosso hangar a todo momento. Por isso, é importante encontrar maneiras de organizar nosso cérebro em meio a tantas fontes de informação.

 

Temos plenas condições de ajudar nosso cérebro nessa tarefa, à medida que vamos entendendo como ele funciona e, com isso, multiplicamos o que ele consegue produzir. Desta forma, podemos ser pessoas mais realizadas e felizes, protagonistas da nossa saúde e do nosso bem-estar, físico e mental. Basta dar o primeiro passo.

 

E você, já organizou seu hangar hoje?

 
Para acessar o CV do autor, clicar em seu nome no início deste artigo.
Para contatá-lo, clique aqui.
 
Artigos publicados deste autor(a)
 
Marketing sob medida para pequenas e médias empresas
 
Equilíbrio e aprimoramento constantes
 
O mundo é Matrix
 
   
     
  Busca por especialidade  
 
 
     
 
       
  Busca por autor  
 
Para listar todos os autores, clique em "buscar" sem preencher nada.
 
   
       
 
 
Dúvidas
Caso tenha alguma dúvida ou gostaria de obter maiores informações, basta utilizar um dos canais disponíveis abaixo:

 
 
 
 
     
 
 
 
     
       
 
Reinaldo Domingos
Finanças
 
Marcos Wunderlich
Coaching / Mentoring
 
Marcelo Miyashita
Marketing / Publicidade
 
Almir Rizzatto
Jornalismo / Comunicação
 
André Luiz de Freitas
Gestão de Pessoas - RH
 
Tatiana Mocsanyi Kassardjian
Turismo e Hotelaria
 
Ernesto Haberkorn
Desenvolvimento de Negócios
Especialistas do Portal

O conteúdo e retaguarda técnica
são validados pelo melhores
especialistas do mercado
em cada área.
     
Entre em contato conosco:
developed by MDF Tecnologia
 
  ©1996/2020 - Mocsányi Assessoria Ltda. | Todos os direitos reservados.

Endereço

Calçada das Anêmonas, 176 - Centro Comercial
Alphaville - Barueri / São Paulo
06453-005
Tel.: 11 4195 2286 / 11 94715 7546

Horario de Atendimento
Segunda a Sexta das 08 às 18hs