Boa noite, seja bem vindo(a) Visitante | faça o seu Login ou Cadastre-se Grátis
O Portal Consultores é focado no apoio técnico e metodológico, treinamento, interatividade, informações, ferramentas e serviços para profissionais independentes, consultores, coaches e palestrantes, constituindo desde 1990, a maior comunidade mundial destes profissionais em países de idioma português, com 65.119 participantes neste momento.
Especialidade para pesquisa
no Portal
Faça parte da comunidade
Consultores
     
 
Artigo
 
Consultoria: O Tripé da Venda de Trabalhos
25/10/2015 - por Dino Mocsányi

São três os pontos fortes de venda de trabalhos de consultoria:

1) O nome da empresa, a griffe, as referências

Até os anos 80, quando no Brasil ainda não era prática usual das empresas contratarem serviços de consultoria, o que pesava muito era o nome, ou a "griffe" das empresas que prestavam este serviço. Se alguém dissesse que uma proposta ou um projeto era da Arthur Andersen, da Peat Marvick, Price Waterhouse ou de outra empresa de renome, o cliente pouco se informava a respeito da metodologia a ser utilizada no projeto ou do consultor que o desenvolveria.

2) Metodologia de trabalho

No final dos anos 80 e início dos 90, ocorreu uma mudança nos pesos relativos deste conjunto. A venda passou a ficar mais dividida entre a "griffe" das consultorias e as metodologias de trabalho. Ambas tinham pesos iguais. Foi quando muitas organizações lançaram novos “produtos” (metodologias), visando fortalecer a imagem e aumentar suas chances no mercado.

As metodologias visavam demonstrar aos clientes que as abordagens eram confiáveis e seguras, além de que representavam o resultado de polpudos investimentos em salários de especialistas que as desenvolveram. E a importância do consultor em si, que as implementava, neste contexto ainda continuava em plano ligeiramente inferior. Naquela época, ouvi muito dizer que “qualquer bom profissional implanta este ou aquele projeto, pois as metodologias são a segurança que isto aconteça”.

3) Conhecimento e experiência do consultor

Somente mais recentemente, já do meio para o final da década de 90 e na presente década, a figura do consultor passou a ter o peso e importância devidos em todo o processo.

Os clientes passaram a valorizar pesadamente o profissional responsável pelo projeto e sua implantação. Em décadas anteriores, as grandes consultorias tinham distintas equipes para a venda dos projetos, para o levantamento de dados, para a implementação e assim por diante. Às vezes, uma ou mais dessas etapas era desenvolvida por trainees ou consultores inexperientes, e acabava ocorrendo que nem sempre o que era vendido era implantado.

O cliente percebia que a venda era efetivada por brilhantes Diretores e Sócios das empresas, com vasta bagagem metodológica e mercadológica, mas o projeto ia parar nas mãos de profissionais bem menos experientes. Esta é uma das razões pelas quais o mercado foi perdendo a confiança, e começou a questionar a cobrança dos altos honorários.

Em razão dos problemas decorrentes desta conduta, os clientes agora preferem pagar até um pouco mais para os consultores com mais bagagem, mas exigem que eles próprios façam o trabalho. Quando necessário, transfere-se a parte operacional para o pessoal da própria empresa contratante, ficando o consultor com a parte mais técnica.

Acabaram os tempos de “exércitos de consultores” trabalhando em um projeto.

Em resumo, quando pensar nas vendas que você deverá fazer, pense no tripé e procure descobrir a qual fator seu cliente é mais sensível:

- O nome da empresa, a “griffe” ou seu rol de trabalhos executados, seja como consultor ou ainda como CLT, suas referências - preocupem-se em construir uma imagem de consistência, perenidade, organização, referências, escopo de trabalho especializado, porém sem ser limitado. Estabeleça parcerias com especialistas de outras áreas do conhecimento onde você não atua, mas que interagem muito com o que você oferece.

- A metodologia de trabalho, o “sapato de pregos” - eu costumo fazer uma analogia com uma cena em que várias pessoas calçando tênis (os líderes de uma dada empresa potencialmente sua contratante) encontram-se em uma sala (a empresa), onde se derramou óleo no chão - Todos inseguros, escorregando, sem saber como ficar em pé ou sair daquela situação.

Aí aparece você, consultor... 

Você deverá demonstrar ao cliente que não está com sapatos comuns, e que, portanto, não vai escorregar junto com eles, mas está com "sapatos de pregos" (dominando alguma metodologia de trabalho), daqueles utilizados por alpinistas, e que está firme sobre seus pés.

- VOCÊ - apresentar não o seu CV com as glórias do passado, mas aquilo que trará benefícios concretos para o cliente, seja redução de custos, aumento das vendas, inovações, organização interna ou outras.

 
Para acessar o CV do autor, clicar em seu nome no início deste artigo.
Para contatá-lo, clique aqui.
 
Artigos publicados deste autor(a)
 
Trabalhando nesta “era do não emprego”
 
Como calcular seus honorários em consultoria
 
Novas Tendências do Mercado para as Consultorias em Tempos de Grandes Mudanças
 
Consultoria - Tabus na empresa familiar
 
As diversas formas de marketing
 
Mahalo!
 
Sênior, sim senhor!
 
Os 13 pecados na prestação interna de serviços
 
Como calcular seus honorários e valor-hora ideais?
 
Administração das Transições
 
Apresentações Convincentes 4 - A argumentação
 
Apresentações Convincentes 3 - Mantendo a atenção da platéia
 
Quem apoia a sua tese???
 
Consultoria: alternativa de trabalho que exige marketing pessoal
 
Lidando com resistências às mudanças
 
Quebra gelos para apresentações
 
Consultoria: Alternativa de trabalho na era do não-emprego
 
Saia da zona de conforto!
 
A transição da e-cultura!
 
Apresentações Convincentes 2 - O público-alvo
 
Apresentações Convincentes 1 - Introdução
 
   
     
  Busca por especialidade  
 
 
     
 
       
  Busca por autor  
 
Para listar todos os autores, clique em "buscar" sem preencher nada.
 
   
       
 
 
Dúvidas
Caso tenha alguma dúvida ou gostaria de obter maiores informações, basta utilizar um dos canais disponíveis abaixo:

 
 
 
 
     
   
     
       
 
Tom Coelho
Gestão de Pessoas - RH
 
Bernardo Leite Moreira
Comportamento
 
André Luiz de Freitas
Gestão de Pessoas - RH
 
Marcos Wunderlich
Coaching / Mentoring
 
Richard Doern
Empresas Familiares
 
José Antonio Purcino
Jornalismo / Comunicação
 
Jusivaldo Almeida dos Santos
Finanças Pessoais
 
Daniel De Stefano Menin
Marketing / Publicidade
 
Dino Mocsányi
Mudanças & Transições
 
Casemiro de Oliveira Rosa
Estratégia
 
Gilberto Guimarães
Liderança Positiva
 
Marcelo Miyashita
Marketing / Publicidade
Mentores do Portal

O conteúdo e retaguarda técnica
são validados pelo melhores
especialistas do mercado
em cada área.
     
Entre em contato conosco:
developed by MDF Tecnologia
 
  ©1996/2017 - Mocsányi Assessoria Ltda. | Todos os direitos reservados.

Endereço

Rua Tiradentes, 167 -
Parque Vila Rica - Santana de Parnaíba / São Paulo
06503-187
Tel.: / (11) 94755-9832

Horario de Atendimento
De segunda a sexta, das 08h00 às 18h00.